05 tendências de beleza e bem-estar para 2019

Como contratar bons funcionários

05 tendências de beleza e bem-estar para 2019

Tempo de leitura: 5 minutos

 

Com base no Caderno de Tendências 2019, desenvolvido pelo SEBRAE, trouxemos 05 dicas para você entender melhor os consumidores e fazer o seu negócio bombar!

 

Você, empreendedor na área da beleza, pode, a partir deste conteúdo: desenvolver mudanças estratégicas, criar novos produtos, abraçar um novo público e entender com riqueza de detalhes as mudanças de comportamento do consumidor e do mercado.

 

Sem mais delongas, vamos às dicas, ou melhor, às tendências!

 

 

O novo homem

 

Consolidado em seu novo perfil masculino, esse homem já está bem assimilado pela indústria de HPPC (higiene pessoal, perfumaria e cosméticos), culinária e outros setores, antes mais ligados ao universo feminino.

 

Nos últimos anos, o homem passou a ser um grande alvo de consumo e vem recebendo atenção especial da indústria, com lançamento de linhas especiais para cuidados da pele, do cabelo e da barba.

 

Um dos grandes exemplos desse movimento é a propagação de barbearias, como temos acompanhado nos últimos anos. As barber shops se transformaram em butiques combinadas com bares (espaço para barba, cabelo e manicure, degustação de bebida e até refeições) e viraram pontos de encontro.

 

Como o uso de barba e bigode passou a ser símbolo de masculinidade e asseio, vimos o número de linhas específicas para essas áreas crescer e trazer inovações, como óleo para barba, cera para bigode, ingredientes e fragrâncias diferenciadas.

 

Cada vez mais consciente da importância de se cuidar, o público masculino passou a demandar produtos com atributos e benefícios específicos para suas necessidades, que fossem além do desodorante e do perfume. Como resposta, várias marcas do segmento passaram e investir mais em linhas exclusivas para eles, com produtos para cabelo e skincare, por exemplo.

 

#1 Ofereça serviços voltados e apropriados para o público masculino.

 

 

O stress e o cansaço são um mal mundial

 

A busca por uma vida mais saudável intensifica-se cada vez mais. E é exatamente isso que vem acontecendo. Cada vez mais pessoas buscam espaços e produtos para relaxamento.

 

Com esse movimento, percebemos um crescimento e uma maior profissionalização dos salões de beleza, clínicas de estética, spas, academias e centros de fisioterapia.

 

Produtos que promovam a sensação de bem-estar, auxiliando a recuperação da pele e do cabelo, minimizando os efeitos do envelhecimento prematuro, bem como produtos para uso diurno que protejam das agressões externas, como sol e poluição, passaram a ser mais requisitados pelos consumidores.

 

E a indústria vem respondendo ao oferecer vários lançamentos com fator de proteção solar não apenas nos produtos para exposição ao sol, mas de uso diário também, como hidratantes e até maquiagem. Ingredientes com apelo para relaxar passaram igualmente a incorporar xampus, hidratantes corporais e sabonetes.

 

Cresceu a conscientização de que cuidar da saúde melhora o bem-estar e eleva a autoestima. O conceito, inclusive, está no atual posicionamento da ABIHPEC: Porque Cuidar da Higiene Pessoal e da Saúde É Cuidar do Brasil.

 

#2 Forte destaque para o setor de beleza e bem-estar: aproveite isso para desenvolver estratégias!

 

 

O envelhecimento da população

 

Além do termo “sênior”, que sugerimos no Caderno anterior, outro que surgiu como definição para essa faixa da população é “adulto+”, já que “melhor idade” e “terceira idade” não foram bem aceitos, de modo geral, especialmente no posicionamento para produtos de HPPC.

Com o crescimento dessa população com mais de 60 anos, aumentou também a demanda por atenção e cuidados específicos por parte dela.

O adulto+ quer ser ouvido e vem redefinindo o papel que tem na sociedade, buscando maneiras de levar uma vida
ativa, moderna, significativa e independente.

 

Atentos a esse movimento, vários segmentos começaram a se focar no público sênior, como academias de ginástica com profissionais especializados, agências de viagens com pacotes específicos e planos de saúde voltados para essa faixa etária.

 

No setor de HPPC, ainda há muito espaço para lançamentos de produtos para esse público. Apesar de um olhar ainda tímido sobre ele, algumas apostas vêm sendo feitas com sucesso, como marcas lançando linhas de skincare específicas para as faixas de idade 60+ e 70+, linhas para cabelo com foco em redensificação dos fios (há o afinamento do cabelo com o passar dos anos) e até hidratantes corporais com maior potência de hidratação (sendo o ressecamento da pele outra característica da idade). Ou seja, ainda existem muitas oportunidades no setor para atender às demandas desse público, que aumenta ano a ano.

 

#3 Abrace o público adulto+, comece a mostrá-lo mais em suas companhas e redes sociais. Desenvolver serviços específicos também pode ser excelente. 

 

 

Conceitos de SkinCare migram para HairCare

 

Termos como botox, BB cream, FPS, tão comumente usados nos produtos para rosto, passaram
a ser usados também nos artigos para cabelo.

 

Essa tendência teve um boom nos anos 2015 e 2016 com o surgimento de tratamentos “botox like para os fios”
nos salões de cabeleireiros de todo o país, com a promessa de deixar os fios lisos e alinhados por mais tempo.

 

Outro tratamento que fez sucesso nos salões, na esteira do hit da maquiagem, foi o contour capilar.

 

A ideia era usar o efeito da maquiagem, de criar contrastes, também no cabelo, com o uso de coloração mais clara e mais escura em pontos estratégicos.

Seguindo o mesmo princípio, a indústria começou a abastecer o mercado com vários leave-in com o apelo de BB cream (agregando inúmeros benefícios) e com xampus, condicionadores e produtos de styling com a presença de proteção solar na fórmula.

 

 

#4 Se você é dono de salão, busque ter essas tendências de produto à venda no seu estabelecimento e saiba que o SkinCare é o novo HairCare =) 

 

 

O valor das experiências

 

Impactar os consumidores vem sendo uma tarefa cada vez mais difícil. Chamar a atenção para um produto ou uma marca tem sido um desafio para as empresas.

 

Ações e eventos em que o consumidor tem um contato positivo com a marca ou produto passam a ser uma ótima opção para criar valor. “O melhor anunciante do mundo é o consumidor. Por isso, se a experiência dele com
a marca ou o produto for boa, ele vira fã.

 

E, quando vira fã, ele não apenas compra o produto como também fala e recomenda para todo mundo”, diz
Luiz Arruda, diretor geral da Avantgarde São Paulo.

 

E essa exposição toda vem sendo feita, em grande parte, pelo meio digital. Segundo dados levantados
pela empresa, atualmente:

 

  • 3 bilhões de vezes por dia conteúdos são compartilhados pelas redes sociais mundiais;
  • 80% do conteúdo da internet é gerado pelos usuários;
  • 90% dos consumidores estão dispostos a compartilhar conteúdos de uma marca;
  • 70% dos millennials (pessoas que nasceram entre 1980 e 1990) seguem a recomendação de compra de seus amigos.

 

É por isso que boas experiências com produtos e marcas, criando encantamento, vêm trazendo
ótimo retorno para as marcas

 

O marketing de experiência deixa de ser apenas uma ação predeterminada ou eventual para fazer parte do dia a dia do consumidor. “A tendência é fazer com que a boa experiência esteja presente nas lojas, no supermercado,
no restaurante, na academia, onde o consumidor estiver”, explica Arruda.

 

E entenda-se como experiência fazer o consumidor vivenciar a marca de maneira única (“O que eu posso fazer para atender essa pessoa da melhor forma possível?”), torná-lo um fã.

 

“Mais do que ter followers, seguidores, é importante ter fãs. São eles que vão falar da marca de forma apaixonada, que vão indicar, vender. Eu acredito que as marcas que não forem por esse caminho vão perder share de mercado, vão perder fãs”, acrescenta Arruda.

 

#5 Seja ativo nas redes sociais e aproxime-se dos seus clientes: torne-os seus fãs. Esse é o grande diferencial dos salões mais renomados do Brasil, seus criadores cativaram fãs e, consequentemente, suas marcas colhem os resultados. Um sistema de gestão de qualidade e alinhado às tendencias do mercado, é fundamentalmente útil para trabalhar a sua relação com os clientes e incentivar engajamento da parte deles.

 

Agora você já conhece algumas das tendências previstas para 2019 segundo o maior guia dos empreendedores – SEBRAE – e sabe como aplicá-las no seu segmento. Caso você tenha alguma dúvida ou queira mais informações, compartilhe conosco nos comentários! Valeu! 🙂