Como Descobrir e Traçar o Perfil do Público-Alvo de Seu Espaço de Beleza

Como Descobrir e Traçar o Perfil do Público-Alvo de Seu Espaço de Beleza

Tempo de leitura: 3 minutos

Nos últimos anos, o setor de estética teve um crescimento de 128% no Brasil e mesmo com o cenário de incertezas o segmento ainda terá espaço.

Os dados são do Sindicato dos Empregadores em Empresas e Autônomos em Estética e Cosmetologia do Estado de São Paulo (Sindestética), que ainda prevê que o setor supere o de cosmética e higiene pessoal.

O faturamento também empolga, uma vez que só em 2014, a receita total ultrapassou os R$ 136 bilhões.

O crescimento do mercado também trouxe uma necessidade maior de especialização que não diz respeito apenas aos serviços prestados.

Um espaço de beleza, seja salão, seja spa ou clínica de estética, por exemplo, demanda uma gestão e uma administração eficiente, além de uma estratégia adequada à realidade do negócio e do cliente.

Outra questão importante é a do público-alvo, uma vez que ele é importante para direcionar as atividades do empreendimento. A definição do público-alvo desprende uma análise prévia, que ajudará a encontrar o nicho.

O que é o público-alvo?

Antes de tudo, é preciso conhecer esse conceito. Trata-se do conjunto de pessoas com as características, qualidades e gostos semelhantes que poderão ser atraídos pelo seu produto ou serviço.

Alguns padrões podem ser mais variados, como o sexo, idade, classe social, escolaridade e outros.

Para definir o público-alvo do seu espaço de beleza é válido pensar em qual seria o seu cliente ideal, ou seja, quais pessoas você quer atingir.

Definido isso será mais fácil definir a identidade visual, a publicidade, o preço que irá cobrar, os serviços que vai fornecer e outras variantes.

Como começar

Nesse processo é importante levar em consideração os atuais clientes e entender qual o perfil que eles possuem.

Dessa forma é possível entender o público atual do seu empreendimento e com base nessas informações, traçar o perfil das pessoas que deseja atingir.

Tente descobrir os motivos que levam os seus clientes a comprar seus produtos, quais seus anseios e gostos que os levam a buscar os seus serviços.

O ideal é fazer uma pequena pesquisa para conhecer os hábitos do seu cliente.

Nela deve conter perguntas como idade, sexo, quanto recebe (cuidado com essa pergunta), onde mora, o que gosta de fazer, onde trabalha, quanto pode gastar com estética e outras questões relevantes para a espaço de beleza.

Se você está começando o negócio, a pesquisa é ainda mais importante, pois ela irá ajudar a escolher qual o público irá atender, de acordo com suas preferências.

Defina as personas

Personas são representações dos clientes típicos do seu negócio. São os clientes que possuem as principais características para comprar os seus produto ou serviço.

A definição de uma persona ajuda a orientar a maneira mais adequada de se comunicar com ele. Para defini-los é imprescindível entender melhor o seu público-alvo e para essa tarefa é levantar dados junto aos clientes ou futuro clientes.

Veja quais questões que são mais importantes e investigue como seu público.

Faça pesquisas, entrevistas, coleta de dados para não definir as personas pelo que você acha e sim por dados relevantes.

Inicie pelas características comuns entre as pessoas que podem se interessar pelo seu negócio e o que oferece. Analise essas informações, veja quais se repetem e agrupe o máximo delas em um grupo.

Depois defina o problema que elas possuem e como você irá resolvê-los. O ideal é mapear e batizar as personas, pois os nomes irão auxiliar a equipe a imaginar o personagem.

Analise a concorrência

A concorrência ajuda bastante na definição do público-alvo, principalmente se ela já estiver bem estruturada.

Tente saber por que as pessoas procuram o seu serviço? Será o preço? a qualidade do serviço ou localização?

Se conseguir identificar a idade e a classe social já é um começo, entretanto quanto mais dados tiver, mas fácil será definir com qual público vai trabalhar.

Responder essas questões levará a uma mais complexa: devo apostar no mesmo nicho do concorrente ou em um diferente?

Quem entra em um mercado deve ter um diferencial. Avalie qual o seu e como ele se encaixa no perfil do público. Se for parecido com o da concorrência, tente não combater com ele, principalmente se for o líder de mercado na região em que atua.

O segmento de estética é bem amplo e você pode atender, inicialmente, um nicho mais segmentado para ter uma concorrência menor.

Quer saber mais sobre estratégia para espaços de beleza? Continue acessando o blog  Universidade da beleza e saiba mais.