Como estruturar e legalizar o seu negócio

Como estruturar e legalizar o seu negócio

Tempo de leitura: 3 minutos

 

Toda empresa, seja comércio, indústria ou prestadora de serviço, independentemente do porte, área de atuação, localização, faturamento, número de funcionários, etc., precisa ser legalizada, ou seja, tem de obedecer à legislação vigente.

 

No caso do salão de beleza não é diferente. Para que o estabelecimento possa abrir e funcionar sem ter problemas legais, é necessário definir o tipo de empresa, o enquadramento, a tributação e solicitar vistoria a uma série de órgãos públicos, entre outras ações.

 

Para ajudar nesse roteiro, listamos a seguir 10 dicas, o que você precisa saber (e fazer) para que o seu salão de beleza seja uma empresa 100% legal.

 

Em primeiro lugar, procure um profissional especializado (contador) para lhe orientar sobre os princípios básicos para montar uma empresa, focando na importância de uma análise prévia e um planejamento adequado quanto a tributos, encargos trabalhistas e contratações de profissionais.

 

1- Planejamento

 

 

 

  • Plano de Ação: Estudo do Negócio e análise do mercado da Beleza.
  • Análise de risco: Pontos fortes e pontos fracos.
  • Estudo do Local: Zoneamento (aérea comercial, residência ou mista).
  • Viabilidade do imóvel: Implantação do novo layout para Salão de Beleza.
  • Análise do Contrato de Locação: (prazo, benfeitorias e carência).
  • Investimento: Valor disponível para o investimento (próprio ou financiado).
  • Software para Gestão de Salão: Indispensável para as rotinas diárias administrativas (cadastro do cliente, fechamento de caixa, controle dos recebíveis, contas a pagar e estoque, emissão de notas, etc..), além de todo os controles gerenciais á nível de relatórios que serão necessários.

 

 

2 – Legalização

 

 

  • Empresa – LTDA, INDIVIDUAL ou EIRELI.
  • Enquadramento – ME ou EPP.
  • Tributação – Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

 

Órgãos Envolvidos:

 

 

  • Prefeitura (consulta previa do local).
  • Junta Comercial – (registro do contrato social).
  • Receita Federal – (CNPJ).
  • Secretária da Fazenda – (inscrição municipal).
  • Prefeitura – (inscrição municipal).
  • Prefeitura – (licença de funcionamento).
  • Bombeiro – (alvará de funcionamento).
  • Anvisa – (licença de funcionamento).

 

3 – Contratação de Profissionais

Administrativos e de produção

 

Forma de Contratação:

 

  • CLT
  • Autônomo
  • Gestão compartilhada – Profissional Parceiro.

 

Risco da Contratação:

 

  • Impacto sobre o resultado do negócio.

 

Convenção coletiva sindical:

 

  • Patronal e Laboral
  • Obrigações mensais e anuais

 

4 – Projeto estrutural

 

 

  • Layout – (aprovação do layout, planta elétrica e hidráulica)
  • Definição do imobilizado – (pesquisa junto a fornecedores)
  • Planilha de gasto da parte estrutural – (previsto x real)

 

 

5 – Cardápio de Serviço

 

 

  • Tabela de preços de serviços

 

6 – Manual de Procedimentos e Perfil de Contratação dos Profissionais

 

 

Área Administrativa

 

  • Gerente
  • Recepcionista
  • Caixa
  • Assistente
  • Auxiliar de serviços gerais
  • Estoquista
  • Manobrista

 

Área de Produção

 

  • Cabeleireiro
  • Manicura e Pedicura
  • Esteticista Capilar e Facial
  • Depiladora
  • Maquiador

 

7 – Organograma e Fluxograma

 

 

Departamento de Produção

 

  • Manicura e Pedicura
  • Estética Corporal e Facial
  • Depilação
  • Maquiagem

 

Departamento Administrativo

 

  • RH – (Departamento de Pessoal)
  • Fornecedores compras
  • Estoque – Produto de consumo e revenda
  • Manutenção
  • Arquivo
  • Informática

 

Departamento Comercial

 

  • Pesquisa novos produtos e serviço (tendências)
  • Atendimento ao Cliente interno e externo
  • Divulgação – Marketing
  • Monitoramento da concorrência

 

Departamento Financeiro

 

  • Caixa
  • Contábil e Fiscal
  • Contas a receber e a pagar
  • Formação de preço serviço e revenda de produtos

 

8 – Custos

 

Definir os custos fixos e variáveis.

 

9 – Metas

 

Planejamento estratégico

 

  • Profissional X Serviços
  • Profissional X Revenda de produtos

 

10 – Marketing

 

  • Cliente Interno (Profissionais)
  • Cliente Externo (Cliente final)
  • Comunicação Interna e Externa
  • Redes Sociais (Divulgação – serviços e produtos

 


 

Espero ter ajudado!

 

Abraço,

 

Paulo Bresciani