Como evitar ser roubado por Funcionários e Clientes

Como evitar ser roubado por Funcionários e Clientes

Tempo de leitura: 4 minutos

Possibilidade, oportunidade e justificativa. Esses são os fatores que abrem caminho para os furtos que acontecem no varejo em todo o Brasil.

Os crimes internos, realizados por clientes e/ou funcionários, são mais corriqueiros do que se imagina, chegando a representar mais da metade das perdas. Aproximadamente 70% das empresas em solo nacional sofrem com roubos e fraudes.

Em salões de beleza, as possibilidades e oportunidades para um furto podem se tornar mais evidente e até mesmo mais atrativas.

Na maioria dos espaços, costuma-se ver paredes e prateleiras cheias de produtos profissionais, que possuem preço bem mais elevado dos que os normalmente encontrados em farmácias e supermercados, por se tratar de uma linha específica.

Como parte do cenário, produtos e equipamentos ficam visíveis para o fácil acesso do atendente e também para gerar confiança em seu cliente que acompanha tudo que é utilizado durante o atendimento.

Salões também aproveitam o tratamento realizado com clientes para oferecimento e venda desses mesmos produtos expostos, trazendo facilidade no atendimento e mais lucro para o comércio.

Mas tendo tudo ao alcance das mãos de qualquer pessoa – tanto funcionários quanto clientes – como controlar o que realmente sai do seu salão com pagamento efetuado e não como furto?

Além dos habituais e importantíssimos métodos de segurança (câmeras por exemplo), o treinamento dos profissionais e a norma de conduta interna podem cooperar de maneira significativa na mudança de comportamento dentro do seu salão.

Acompanhe as dicas abaixo para que a segurança em seu negócio aumente e as perdas diminuam:

1. Analise a Situação de Furto Recorrente

Saber quais são os produtos mais levados e em que horário do seu expediente isso normalmente é percebido vão te ajudar a traçar o perfil de quem tem trazido prejuízo e pensar na melhor maneira de prevenir novos roubos.

O chamado “furtante ocasional” pode ser um dos seus clientes que, geralmente, adquire os serviços, mas se sente no direito de levar algo de “brinde”. Esse cliente interage com seus funcionários e costuma ser muito discreto.

Inicialmente pode-se mudar os produtos de lugar para sutilmente “avisar” o furtante ocasional que você sabe que ele existe. Em alguns casos, isso já ajuda.

A segunda medida simples é iluminar melhor estas áreas identificadas como “críticas”.

2. Instale um Circuito Interno de câmeras

A vigilância através da filmagem faz com que tudo que aconteça dentro do seu estabelecimento seja acompanhado em tempo real e atitudes diferentes ou suspeitas possam ser previstas e, assim, preparar uma abordagem.

É importante que existam câmeras em todos os pontos do salão (inclusive espaço de funcionários, onde um cliente pode visitar ocasionalmente) e as imagens devem ser acompanhadas na maior parte do tempo durante o expediente para observação das situações.

3. Tenha uma Abordagem Preventiva

Método muito usado, mas que exige treinamento dos colaboradores e reciclagem das informações e atitudes de tempos em tempos. Quando se tem um circuito de câmeras no ambiente, funcionários atentos podem fazer uma simples abordagem no cliente que está agindo de forma suspeita. A aproximação indica que o consumidor foi visto, mas tudo acontece como um atendimento normal para que não haja constrangimento por nenhuma das partes.

4. Mude o Contato com o Produto

Mude o comportamento do seu cliente com os produtos e equipamentos, que costumeiramente estão ao alcance das mãos. Uma vitrine com todas as opções de produtos expostos pode ajudar a conter os furtos, já que se o cliente tiver interesse em adquirir a mercadoria deverá contatar seu atendente para fornecer o material e a quantidade desejada.

Cestas para carregar os produtos também colaboram, já que “tiram” os produtos das mãos do cliente e tornam visível o que está em sua decisão de compra, além de ser muito mais confortável.

Outra opção muito usada em lojas de perfumes e cosméticos importados é a entrega do produto após pagamento feito no caixa, o que te dá a chance de preparar um pacote especial e personalizado para que o cliente seja surpreendido de maneira postiva e retire a compra com muito mais satisfação, além de garantir mais segurança ao seu negócio.

5. Controle seu Estoque

O controle das mercadorias também deve ter pessoas específicas responsáveis, seja para observar a quantidade de venda e pedidos, como para disponibilizar os produtos vendidos aos clientes.

Determinar esta responsabilidade ajuda a controlar e impedir que pessoas fora da função entrem em contato com os produtos em estoque.

Além disso, você precisa de tempos em tempos realizar o inventário dos produtos e do processo de venda, bem como treinar os responsáveis para que todo o trabalho realizado chegue ao resultado planejado e desejado pelo seu salão.

6. Instrua sua equipe

Crie programas de benefício e elogie seus colaboradores com conduta exemplar. Formule kits ou até mesmo lembranças mais simples para o colaborador com melhor desempenho, seja mês a mês ou em um determinado período (como feriados ou dias com menos movimento), sendo sempre combinado antes com toda a equipe.

Compartilhar parte do seu sucesso com os colaboradores gera um sentimento de pertencimento. Eles sentem que são valorizados e parte importante do seu salão de beleza, minimizando  as possibilidades de furto.

7. Esteja Próximo de seus Colaboradores

Saber quem são as pessoas que realmente trabalham em seu negócio é muitas vezes difícil, porém, extremamente importante para evitar furtos e outros comportamentos desagradáveis.

Pequenas mudanças adotadas consistentemente trarão resultados notórios ao seu salão. Faça parte dessa rotina e inclua sua equipe em cada ação para que todos assumam o compromisso. O crescimento é mútuo. Todos verão que trabalhando para o bem da empresa e dos clientes, as perdas diminuem e muitos lucros e benefícios podem acontecer para todas as partes.

A sua liderança no dia a dia ainda é a melhor ferramenta para evitar furtos.

 

Post a Comment