Coronavírus e o mercado da beleza: setor sofre com a paralisação do comércio em diversas regiões do país

Com decretos de governos estaduais e municipais para a paralisação de atividades no comércio em algumas regiões do país como forma de prevenção e enfrentamento ao coronavírus, cresce a preocupação de quem empreende no mercado da beleza. Por essa razão, confira quais são os impactos gerados com esse decreto, e o que você gestor, e profissional pode fazer para reduzir os danos!

 

Os impactos da paralisação

Gestores sofrem tendo que arcar com os custos fixos de seus negócios em meio às portas fechadas, principalmente aqueles com baixo ou nenhum capital de giro, assim como os efeitos são drásticos para os profissionais-parceiros abrangidos pela Lei 13.352/2016 que recebem pelo que produzem, com renda variável.

 

Cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis, Maringá e Goiânia, entre outras, já tem comércios fechados ou com prazo para paralisação das atividades nos próximos dias, incluindo salões de beleza, clínicas de estética, barbearias, esmalterias e estúdios de depilação, entre outros do setor.

 

Para algumas cidades a determinação é válida por 7 dias e para outras por 15 dias, sendo que após isso a situação será reavaliada. A todo momento esse cenário muda e é importante ficar de olho. Em Maringá, por exemplo, em caso de descumprimento, agentes poderão aplicar multas que podem variar de R$ 300 a R$ 5 mil.

 

Como o fechamento das portas pode impactar no faturamento

Conversei com Kyrley Boff, gestor do Grupo Lady & Lord que prevê uma queda de pelo menos 40% no faturamento enquanto as unidades do grupo se mantiverem abertas. Ele e franqueados acatarão as determinações de paralisação que houver, como no caso da unidade localizada no Maringá Park Shopping que interrompe suas atividades nesta sexta (20).

 

O Lady&Lord conta com 18 lojas em operação pelo Brasil, sendo 10 delas em Curitiba e as demais espalhadas por 5 estados brasileiros. Foram 20 minutos de conversa, dos quais destaco alguns pontos da fala do Kyrley: “Atuando como salão-parceiro grande parte das despesas são variáveis, o que minimiza prejuízos durante queda ou paralisação.

 

O maior custo é com taxa de ocupação de imóvel, mas todas as despesas fixas deverão ser negociadas. Nossa equipe de profissionais-parceiros poderá realizar seus atendimentos em domicílio até a situação se normalizar, sendo que nesse caso todo o faturamento é deles, por ser uma atividade autônoma.”

 

Em São Paulo apenas padarias, farmácias, restaurantes, supermercados, postos de gasolina, lojas de conveniência e de produtos para animais, além de feiras livres, terão autorização de funcionamento até 5 de abril. O decreto começa a valer a partir desta sexta-feira (20).

 

Essa notícia chegou logo após o anúncio de fechamento de shoppings na capital paulista e região metropolitana que deverá acontecer entre a próxima segunda-feira (23) e o dia 30 de abril. Entre todos os lojistas afetados, estão centenas de milhares de negócios na área da beleza.

 

Não foque nos problemas, mas sim, em buscar soluções

Em nota no Instagram nesta quarta (18), Rosângela Barchetta, Sócia e CEO do Studio W, que já havia colaborado com o meu artigo anterior e revelado algumas medidas de contingência, diante desse novo quadro declarou: “Desde a fundação do Studio W, há 30‬ anos, o mundo já enfrentou diversas crises, tanto de alcance mundial quanto regional, que criaram turbulências instantâneas e passageiras.

 

No entanto, sabemos que para nós e todos nossos clientes e colaboradores, esse é um momento inédito e bastante desafiador. Estamos concentrando todos os nossos esforços em busca de soluções, que amenizem esse momento e garantam o bem-estar de nossa equipe e clientes, na medida do que é possível ser feito.

 

A partir do dia 23, seguindo recomendações do Governo do Estado de São Paulo, daremos uma pausa em nossas atividades (em Shoppings). Sabemos que é momento de recolhimento e protocolos de segurança quanto a integridade física de cada um de nossos colaboradores e clientes.”

 

Coloque em prática um plano de contingência

Tenho conversado com gestores de diversas regiões do Brasil e noto que alguns ainda não estão preocupados porque não foram afetados pela crise desencadeada pelo Coronavírus no mercado da beleza, e em todo o país.

 

Para todos o meu principal conselho é que se preparem, como diz o velho ditado ‘prevenir é melhor que remediar’. É muito chocante o impacto de uma queda considerável no faturamento e ainda mais ter que paralisar as atividades. Quem já está enfrentando esse cenário não estava preparado, portanto, sugiro que todo o país entre em estado de alerta.

 

Para quem seguirá executando as atividades na área, porque está em uma região menos afetada ou enquanto aguarda um decreto governamental, continuam valendo as dicas do Plano Emergencial de Contingência para o Setor da Beleza que disponibilizei aqui no blog Universidade da Beleza na última segunda (16).

 

Vale reforçar que estou acompanhando a todo momento o cenário e nem tudo que é falado por mim como mentora de empreendedores na área da beleza e conteudista desse portal é válido permanentemente.

 

Independente dos decretos governamentais, menos pessoas estão frequentando locais públicos, muitos gestores e profissionais da beleza que ainda podem manter seus negócios abertos estão vendo as agendas esvaziarem.

 

Quais medidas você pode tomar se continuar de portas abertas

É notória a queda no faturamento, com um aumento considerável de desmarcações, no-show, interrupções de protocolos de serviços, cancelamentos ou adiamentos de contratos, além da baixa procura.

 

Conversando nessa quarta (18) com Luciene Carneiro, gestora do salão Symetria, localizado na cidade de Campinas, ouvi o seguinte: “Enquanto temos a possibilidade de ficar abertos, definimos novos padrões de funcionamento, principalmente antecipando férias a todos os funcionários CLT possíveis e adotando o home office para outros.

 

Além disso, definimos escalas de trabalho entre os parceiros para que o salão não tenha aglomerações de pessoas, lembrando é claro daqueles que podem estar em grupo de risco ou em contato com pessoas em grupo de risco em suas casas.

 

Agora, nossa meta é nos guardarmos ao máximo em relação ao planejamento financeiro da empresa para que possamos ter o maior fôlego possível para manter nossos compromissos com nossa equipe e não deixá-los desamparados.”

 

Entre as orientações do Plano Emergencial de Contingência para o Setor de Beleza que criei e disponibilizei aqui na UB, ressalto aqui as que continuam fazendo sentido para quem está paralisando suas atividades por decreto:

 

Corte de gastos supérfluos

Quando o negócio é afetado por uma causa externa, como nesse caso do Coronavírus no mercado da beleza, o empresário que tem um capital de giro sustentável sofre menos porque durante um certo período tem dinheiro para bancar o negócio.

 

Sabemos que essa não é a realidade da maioria dos salões de beleza e similares, então vale para todos uma atitude fundamental nesse momento: é preciso descobrir custos que possam ser diminuídos e fazer cortes.

 

Entre as estratégias que podem ser adotadas por quem segue em atendimento estão a redução da carga horária de trabalho e o cancelamento de serviços não essenciais, inclusive na vida pessoal. Esse ultimo é muito válido também para quem está paralisando suas atividades.

 

Lembre-se que estou me referindo à gastos supérfluos, e não àqueles que são imprescindíveis para o seu estabelecimento, como é o caso do sistema de gestão contratado.

 

Negociação com fornecedores

Converse com todos os seus fornecedores para encontrarem juntos a melhor saída para esse período incerto de crise, prevendo pelo menos 60 dias de queda ou paralisação de faturamento, sendo que pode ser ainda mais grave essa situação e será inviável pagar alguns custos fixos e parcelamentos. São prioridades: folha de pagamento e rateio.

 

Antecipação de recebíveis

Caso essa não seja uma prática comum em seu negócio, esse é o momento de procurar instituições financeiras para receber antecipadamente valores que você só teria mais pra frente.

 

Tome cuidado com as taxas de juros e analise cuidadosamente se essa é realmente uma saída necessária pra você. Utilize essa opção principalmente se você estiver com dificuldade de pagar seus colaboradores, parceiros ou funcionários, ou mesmo para atender às suas necessidades de primeira ordem, como a alimentação, por exemplo.

 


Gostou desse conteúdo? Confira também:

Como driblar a crise causada pelo Coronavírus
Coronavírus e o mercado da beleza: faturamento despenca e desmarcações de serviços aumentam
Como não deixar que o Coronavírus atrapalhe o seu negócio
Coronavírus e estética: quais cuidados devem ser tomados

Gleyce Persil

Gleyce Persil


Gleyce Persil é mentora de empreendedores da beleza, criadora dos métodos Avante Beleza, Recepção 4.0 e de outras iniciativas que apoiam o crescimento dos setores de serviços, produtos e educação. #UBTeam

Matérias relacionadas

Coronavírus e o mercado da beleza: conheça a iniciativa “Apoie um salão”!

Carreira e Negócios

Coronavírus e o mercado da beleza: conheça a iniciativa “Apoie um salão”!

Carreira e Negócios

Coronavírus e o mercado da beleza: conheça a iniciativa “Apoie um salão”!


Avatar do autor Bruna Carvalho

27 de março, 2020

COVID-19 e o mercado da beleza: 5 atitudes para conquistar resultados em meio à paralisação das atividades

Carreira e Negócios

COVID-19 e o mercado da beleza: 5 atitudes para conquistar resultados em meio à paralisação das atividades

Carreira e Negócios

COVID-19 e o mercado da beleza: 5 atitudes para conquistar resultados em meio à paralisação das atividades


Gleyce Persil Gleyce Persil

24 de março, 2020

COVID-19 e o mercado da beleza: como o pagamento online pode ajudar o seu negócio!

Carreira e Negócios

COVID-19 e o mercado da beleza: como o pagamento online pode ajudar o seu negócio!

Carreira e Negócios

COVID-19 e o mercado da beleza: como o pagamento online pode ajudar o seu negócio!


Avatar do autor Bruna Carvalho

30 de março, 2020

Coronavírus: crie um plano de estudos produtivo nessa quarentena

Bem-Estar

Coronavírus: crie um plano de estudos produtivo nessa quarentena

Bem-Estar

Coronavírus: crie um plano de estudos produtivo nessa quarentena


Gleyce Persil Gleyce Persil

25 de março, 2020

A importância da gestão financeira durante o período de crise

Carreira e Negócios

A importância da gestão financeira durante o período de crise

Carreira e Negócios

A importância da gestão financeira durante o período de crise


Avatar do autor Bruna Carvalho

1 de abril, 2020

Coronavírus: o que você deve mudar na sua rotina de beleza

Bem-Estar

Coronavírus: o que você deve mudar na sua rotina de beleza

Bem-Estar

Coronavírus: o que você deve mudar na sua rotina de beleza


Patrícia Makiyama Patrícia Makiyama

23 de março, 2020

Como uma consultoria online pode ajudar o seu negócio de beleza

Gestão

Como uma consultoria online pode ajudar o seu negócio de beleza

Gestão

Como uma consultoria online pode ajudar o seu negócio de beleza


Avatar do autor Bruna Carvalho

29 de novembro, 2019

Como não deixar que o Coronavírus atrapalhe o seu negócio

Carreira e Negócios

Como não deixar que o Coronavírus atrapalhe o seu negócio

Carreira e Negócios

Como não deixar que o Coronavírus atrapalhe o seu negócio


Avatar do autor Bruna Carvalho

17 de março, 2020

Assine nossa newsletter