Problemas e riscos de não formalizar o meu salão de beleza

Problemas e riscos de não formalizar o meu salão de beleza

Tempo de leitura: 2 minutos

 

Problemas e riscos de não formalizar o meu salão de beleza: hoje, iremos falar especialmente sobre isso.

 

Quando decidimos que iremos empreender na área da beleza, é importante ressaltar que isso requer muito mais do que vontade ou condições intelectuais e financeiras.

 

Para ser um empreendedor nessa área, é necessário entender todos os problemas, riscos que envolvem o negócio e topar levar adiante mesmo nos dias mais tenebrosos.

 

De acordo com o artigo 3º da Lei de Introdução do Código Civil, ninguém pode alegar desconhecimento da Lei. Portanto, todos os proprietários, administradores e gestores de salões de Beleza devem se inteirar, mesmo que de forma genérica, sobre seu Negócio.

 

Existe dois tipos de empreendedor:

 

 

1 – Empreendedor por Oportunidade

 

Tem como característica o planejamento, levantou todos os aspectos do negócio. Valor do investimento, localização do salão, mobiliário, legalização e adaptação do imóvel. Definiu formas de contratação dos profissionais de produção e administrativos e o software de gestão para salão. Definiu quais produtos e marcas usar, plano de marketing, prazo de retorno do investimento e etc.

 

 

2 – Empreendedor por Necessidade

 

Este me preocupa. É aquele profissional que tem sonho de ter o seu salão, por muitas vezes não tem respaldo financeiro, acredita apenas em sua carteira de clientes.

 

Por necessidade, acaba misturando as suas contas e compromissos particulares com as contas e compromissos do salão. Ter um salão na informalidade é uma opção, mas tem que estar claro quanto aos riscos e problemas que vão lhe causar. Esta decisão pode custar caro para o seu bolso!

 

 

Problemas e riscos de não formalizar meu salão de beleza

 

A pessoa que não declara todos os seus recebimentos está sujeita ao cruzamento de informações junto à Receita Federal do Brasil, onde o órgão efetua a coleta de dados retroativos há 5 anos através de informações adquiridas em várias fontes (CNPJ/CPF, Banco, Cartório, Seguradora, Administradora e Operadora de Cartões de Crédito, Plano de Saúde, Detran e IRPF) em busca de fraude ou sonegação.

 

Estou à sua disposição para esclarecimentos, conte comigo!

 

Paulo Bresciani

 

@primeiro_assessoria